17 de setembro de 2017

Coração Boa energia - Vau

Hoje acordei cheia de energia e talvez se deva ao facto de ontem ter sido "formadora" num workshop de Filtros dos Sonhos e me ter corrido especialmente bem.
Não sou crente em espiritualidades nem em nada do genero, sou até muito cética mas o ter dado um pouquinho de mim e ter partilhado um pouco do que sei, deixou-me assim.



E, portanto, hoje acordei com uma grande vontade de retomar os PingAmor e deixar por aí algum, aquele que há mais de 2 meses me tem acompanhado diariamente e, por motivo algum que nem sei explicar, ainda continuava na mala.

Depois de tomar o meu cafézinho,o meu pandinha guiou-me a vários sítios mas nenhum dizia algo. Até que, passei pela praia do Vau (em frente à Antiga Residencial Vau) e aí sim, senti algo: foi aquela a minha 1ª praia quando cheguei ao Algarve e durante algum tempo frequentei-a. Mas depois começou a ser demasiado povoada e a enorme escadaria não ajudava.

Mas sim, foi aí pertinho, numa palmeira, que eu deixei o Coração Boa energia que, como sempre ficou a dançar ao vento.

Ficou mesmo à beira do caminho, aos olhos de quem passa. Veremos se dá notícias.




4 comentários:

  1. Lindo coração que alegrará quem o lever! Ótima semana e tudo de bom,bjs, chica

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada Chica! Nunca se esquece de fazer um pequeno comentário como miminho. Beijos

      Eliminar
  2. Boa noite
    ando há varios dias a ganhar coragem para escrever estas linhas. Já li o texto acima vezes sem fim, mas quando vou para comentar desisto.
    hoje ganhei coragem, não podia deixar de fazê.lo. Quero agradecer-lhe pela minha vida. Este simples coração de pano salvou-me.
    No domingo saí desorientada de casa depois de ter mais uma das tantas discussões que tenho com o meu marido. Peguei no carro e conduzi sem destino. Estava farta da vida. Ideias malucas passaram-me pela cabeça. Parei no cimo do Vau, em frente à falésia. Saí do carro disposta a acabar com o meu sofrimento. Estacionei em frente à palmeira e saí. Não tinha forças. Ia de cabeça baixa e quase fui de encontro à árvore. Levantei a cabeça e vi uma coisa branca presa na arvore que não percebi o que era. Não liguei, mas aquilo tirou-me do transe em que estava e fez-me parar. DEu-e um ataque de choro e voltei a entrar no carro. De vez em quando os olhos pousavam naquela coisa e começei a ficar curiosa. Vi que era um coração branco com um laço vermelho, Ovento virou-o e vi que tinha um papel a dizer LEVA-ME CONTIGO. A pouco e pouco parei de chorar e a fixar cada vez mais os olhos naquele coração que parecia chamar por mim. As forças não eram muitas. Apoiei-me no carro, estendi o braço e apanhei o coração. Li o papel e fui logo ao telemóvel pesquisar o blogue. Aquele coração foi o meu anjo da guarda.
    Já era quase noite quando voltei para casa. Mas ia cheia de coragem de por fim no meu casamento. E foi isso que fiz.
    Hoje sinto-me mais livre e devo-o ao coração e a si.
    OBRIGADA. OBRIGADA. MUITO OBRIGADA.
    Como é obvio escrevo anonimamente mas talvez um dia me revele e lhe agradeça convenientemente-
    Estou a aprender a ser livre e feliz graças a si

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A sua história é de arrepiar mas também de louvar por ter tido força para se erguer e seguir em frente.
      Desejo-lhe a maior felicidade do mundo e, se de alguma forma, o meu coração PingAmor a ajudou fico imensamente feliz.
      O objetivo era apenas colocar um sorriso nos seus lábios mas, pelos vistos, fez muito mais do que isso.

      OBRIGADA pelo seu depoimento e, peço-he com todas as minhas forças: SEJA FELIZ.

      UM ABRAÇO APERTADO

      Eliminar

Quer partilhar o seu coração connosco? Aqui acolhemos os seus Pingos de Amor por aí em forma de palavras...