5 de janeiro de 2013

Pingo "À Procura do Amor"

O segundo pingo do dia foi largado dentro do livro "À Procura do Amor" da famosa escritora Jodi Picoult.
Sinopse:
Neste romance, Jodi Picoult entrelaça cinco vozes que contam uma história de amor, perda e autodescoberta. As vozes pertencem a uma mãe, à sua filha e a três homens muito diferentes.

Durante anos, Jane Jones viveu na sombra do marido, Oliver Jones, um conhecido oceanógrafo de San Diego.
Mas na sequência de uma acesa discussão, Jane parte com a filha adolescente, Rebecca, numa odisseia pelo país, orientada pelas cartas do irmão Joley, que as guia até ao seu pomar de macieiras em Massachusetts, onde a esperam algumas revelações surpreendentes sobre si própria.

Oliver, especializado em seguir baleias-de-bossa pelos vastos oceanos, irá agora seguir a mulher através de um continente e descobrir uma nova forma de ver o mundo, a família e a si próprio: através dos olhos de Jane.

Que, mais uma vez, foi deixado num local de destaque para que estivesse facilmente ao alcance de quem passasse e desse uma espreitadela nem que fosse apenas aos títulos ;)
Enquanto o fazia, um miúdo tocava, entusiasmado, qual estrela de rock num órgão para crianças ali bem perto.

De seguida, ao me dirigir a outro local para largar o 3.º pingo, vejo um livro bem simpático que me chamou à atenção pelos animais da capa, pelo título bem sugestivo "Muu" e por uma espécie de geringonça que qual criança curiosa quis experimentar. Ao carregar na seta que vemos na imagem, de lado do livro, o galo mexia a cabeça para cima e para baixo como se estivesse a colher os bagos de milho. Resolvi explorar o resto do livro... por dentro tinha várias curiosidades, entre elas, várias texturas representativas do pêlo ou algo de identificativo de cada animal da quinta. E mostro este livro pois ao ver a ovelha lãzuda e logo de seguida a despida e aparentemente menos alegre ovelha tosquiada, quase soltei uma gargalhada de tão engraçada que a achei! :D Não esperava essa imagem, de forma alguma... hehehe

E falta saber qual a mensagem que deixei no livro :)
Os seres humanos são engraçados. Anseiam por estar com a pessoa que amam mas recusam-se a admiti-lo abertamente. Alguns receiam mostrar o mais ligeiro sinal de afecto apenas por medo. Medo que os seus sentimentos não sejam reconhecidos, ou pior ainda, correspondidos. Mas algo que me baralha, é o seu esforço consciente de se ligarem ao objecto do seu afecto mesmo que isso os mate lentamente por dentro.
Sigmund Freud

2 comentários:

  1. Gostei da ideia de deixar o pingo dentro do livro, com um título tão sugestivo. Um abraço!

    ResponderEliminar

Quer partilhar o seu coração connosco? Aqui acolhemos os seus Pingos de Amor por aí em forma de palavras...