19 de fevereiro de 2017

Coração Fénix - Praia da Torralta

E pronto, cá está ele!

Esta manhã, com o sol a brilhar, dirigi-me ao novo passadiço que percorre as praias de Alvor para, propositadamente, deixar o Coração Fénix. Foi ele que me "obrigou" a sair de casa.

Como sempre a adrenalina é muita, para tentar disfarçar perante as pessoas que passam.

Coloquei-o (às 11h e 58m), muito bem posicionado, na "varanda" virada para o mar.

Será que ainda está lá?

Será que já o encontraram? 

Será que vão dar feed-back?

Vamos esperar!

Bom domingo a quem o encontrar!



A frase que o acompanhava e que é quase sempre a que uso por ser uma das que mais gosto para este fim, era a seguinte:

"Um coração não se compra nem se vende; um coração dá-se!"

Gustave Flaubert

15 comentários:

  1. Que linda frase para acompanhar um coração! Na certa fará ( ou já fez) a alegria de alguém! bjs, chica

    ResponderEliminar
  2. Obrigada Chica, vamos ver se conseguimos avançar com o projeto já que há tantas pessoas com saudades.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  3. Encontrei o coração no domingo (19/02/2017) por volta da 15 horas. No entanto, o coração não estava exactamente no local que mostram as fotografias, mas sim num dos degraus que dá acesso à areia :)
    Peguei no coração e tornei a deixar tudo no mesmo lugar, para que mais pessoas pudessem também ter acesso à mensagem.
    Parabéns pela iniciativa!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada pelo feed-back, Rui Miguel.
      Pois, provavelmente caiu com o vento, embora eu o tivesse entalado numa ranhura da madeira.
      O objetivo era ficar com ele, mas uma vez que decidiu partilhar com outra pessoa, também é uma ideia interessante.

      Obrigada mais uma vez.

      Eliminar
  4. Olá Isabel,

    Li a tua mensagem do dia 22/02/2017 e também as anteriores, apreciando a contextualização que fizeste sobre o que aconteceu contigo e as motivações que tiveste ao deixar o Coração no dia 19/02/2017 naquele local.

    As fotografias que juntaste ao texto, estão muito bem tiradas e mostram com clareza o cenário onde o Coração ficou.

    Repito e envio-te de novo uma saudação, valorizando a iniciativa, a mensagem, o blog :)
    Parabéns!

    Neste seguimento, aguardei em silêncio o decorrer destes dias, com a esperança que mais alguém pudesse aqui dizer que encontrou o Coração Fénix e a sua mensagem, lamentando que até agora ninguém o tenha feito.

    Por mim, nem que seja por curiosidade, considero que é importante que também eu possa descrever o meu dia 19/02/2017, fazendo-o de uma forma muito sucinta.

    Eu sou natural e residente em Lisboa.
    Fui ao Algarve, onde permaneci em Portimão desde o dia 10 até ao dia 19/02/2017.

    Não é comum deslocar-me para fora de Lisboa e fui ao Algarve passar uns dias de férias.
    No último dia, antes de regressar a casa, inconscientemente e de forma espontânea escolhi a "varanda" da praia da Torralta para me "despedir" do sul do país, num gesto simultâneo de agradecimento por estes dias felizes que pude usufruir.

    Caminhei no passadiço de uma maneira despreocupada e junto das escadas, sentei-me no corrimão de frente para o mar, onde fiquei a apreciar o horizonte.
    Passado alguns minutos, um movimento chamou a atenção do meu olhar para um dos degraus que dá acesso à areia da praia e foi nesse instante que vi o coração... a bailar, como se fosse um baloiço.
    O Coração permanecia no degrau, sem sair do mesmo lugar, mas movimentava-se, num "vai-vem" provocado pelo vento ligeiro que havia.

    Com a adrenalina provocada por um acontecimento inesperado mas ao mesmo tempo misterioso, com curiosidade peguei no coração, porque mesmo a alguma distância, era possível ver que junto do coração estava um papel dobrado e facilmente se conseguia ler uma palavra manuscrita: "LEVA-ME".

    Depois disso, no dia 21/02/2017 já descrevi aqui o que é que aconteceu.

    Acrescentaria que fiquei com muita alegria pela ocorrência deste acontecimento, que embora tenha sido individual e discreto, fez reunir em mim muitas emoções de felicidade e reflexão.

    No dia 22/02/2017, na tua resposta dizias que "O objectivo era ficar com ele...".

    Pois sim Isabel, desta forma evidencio que o Coração está e permanece comigo, mesmo que fisicamente eu o tenha deixado e à sua mensagem, no lugar que o encontrei.

    "Um coração não se compra nem se vende; um coração dá-se!" (Gustave Flaubert)

    Com sentimento de humildade, ousaria também entender que um coração não é egoísta, um coração partilha-se e assim multiplica a sua bondade.

    Isabel, em ambiente de bom humor, terminaria este texto repetindo as perguntas que fazias no dia e local onde deixaste a mensagem :)

    Será que alguém ficou com o coração?

    Será que nos chegará mais alguma reacção?

    Será que sim?

    :)

    ResponderEliminar
  5. Oh, Rui Miguel, que bonitas são as tuas palavras e que poéticas! Confesso que me enterneceram.
    É mesmo este o objetivo deste projeto,não só para quem "larga" o coração por aí, como para quem o apanha. E olha que tem havido experiências bem bonitas e feed-
    backs inesperados. Ainda um destes dias, apareceu no meu serviço uma senhora que eu nunca tinha visto, mas que soube depois ter encontrado um dos meus corações numa "mamaratona", pouco tempo depois da filha ter morrido com cancro. Isto foi há cerca 3/4 anos (não posso precisar). Segundo esta mãe contou, nunca mais largou o pequeno coração pois para ela é um pedaço da filha.
    Toda eu tremia ao ouvir a senhora e, ainda por cima, porque já nem sequer o projeto estava a "andar".
    Infelizmente, também há ainda muita gente que "foge" de um pequeno coração inofensivo. Uns porque pensam ser "bruxedo", outros porque pensam estar perdido e nem lhe tocam. E ainda os que encontram e ficam muito surpreendidos mas que não têm a curiosidade de "espreitar" o blogue para deixar
    um pequeno comentário.
    Se ainda não o fizeste e tens curiosidade, dá uma vista de olhos pelos vários locais e corações que foram largados e por alguns comentários. Verás que eles andaram por varia partes de todo o mundo.
    Este projeto não foi iniciativa minha, foram duas outras pessoas que o criaram (que eu não conhecia pessoalmente), mas eu fui logo a 1ª a abraça-lo e a perguntar se podia colaborar. Curiosamente isso aconteceu numa data muito triste para mim e deu-me um certo ânimo para ultrapassar esse dia.
    Muitas outras pessoas começaram a juntar-se ao projeto e pequenos corações andavam espalhados por todo o lado. Em cada canto, a cada esquina se podia encontrar um outro.
    O sucesso foi tanto que chegou à televisão, a jornais e a várias revistas, mas um dia... tudo terminou.
    Os responsáveis pelo projeto desentenderam-se e nós - saltimbancos do amor - ficamos pendurados sem saber o que fazer. Ainda tentamos criar um projeto paralelo mas já nada era igual, o nosso coração (verdadeiro coração) estava ligado a este. Era aqui que estavam muitas experiências de vida, muita adrenalina, muita felicidade... enfim.
    Tenho algumas amigas (virtuais) desse tempo, com quem continuo a manter contacto, e não há uma só que não mostre uma imensa saudade deste nosso cantinho.
    Um destes dias vim visitá-lo (faço-o muitas vezes) e, quando vi que, apesar de não estar a ser administrado, ainda tenho permissão para colocar aqui os meus posts, lembrei-me de pouco-a-pouco ir voltando e tentar também que mais alguém o faça.
    E receber o teu comentário foi a força que eu precisava para continuar e chegar à conclusão que vale a pena. Que algures, hà sempre alguém a quem o nosso carinho em forma de um pequeno coração, fará toda a diferença. Obrigada, Rui Miguel!
    Já agora, por curiosidade, também sou de Lisboa, mais propriamente de Sintra, uma bonita vila. E faz hoje precisamente 25 anos que "aterrei" em Portimão para construir o meu lar.
    E pronto, já está longo todo este discurso (Ah! Ah! Ah!)
    Felicidades!!

    ResponderEliminar
  6. https://www.youtube.com/watch?v=vnjEZS5EZMk

    ResponderEliminar
  7. Olá Isabel :)

    O teu último texto foi muito importante.

    Na verdade até o considerei "curto", com tantas experiências tenho a certeza que muito ficou por contar.

    Em resposta eu poderia escrever aqui muitas coisas, muito mais coisas.

    Poderia também correr o risco de ser exaustivo nos temas e concluir que nem estava a dar uma resposta ou reacção, mas sim a fazer a "edição de um livro" :)

    Em vez disso, vou focar o meu texto no que é mais elogiável, ou seja, na importância de teres retomado este projecto.

    Eu antes de dar resposta pela primeira vez... admito que hesitei muito.

    Apesar de tudo, à partida nada me motivaria a escrever.

    Mas depois, fiz uma "investigação" superficial do blog e percebi que era um reinicio que tu estavas livremente a procurar fazer.

    Neste contexto, decidi dar resposta para que houvesse um reforço e um louvor à pessoa que teve essa iniciativa.

    Isabel, repito e endereço-te novamente as melhores saudações, com especial elã do Coração Fénix!
    :)

    Rui Miguel
    pingamor.torralta@gmail.com

    ResponderEliminar
  8. Olá Isabel,

    Vou estar na praia da Torralta de 09 a 11 de Maio e gostaria de me encontrar contigo ou com alguém deste projecto.

    Se puderes diz alguma coisa.

    Obrigado

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Rui Miguel
      Por mero acaso, "passei" hoje aqui pelo blogue. Já há algum tempo que não o fazia, e vi a tua mensagem que diz estares (ou irás estar) por cá.
      Não vou estar disponível para te encontrar mas terei todo o prazer em deixar-te um novo coração "pingAmor" para que possas ficar com ele, ou - quem sabe - ofereceres a quem o quiseres.

      Boas férias

      Eliminar
  9. Olá Isabel,

    Que bom "rever-te" (entre aspas, no sentido figurado) e receber o teu feedback.

    Foi então uma feliz coincidência, teres lido a minha mensagem.

    Gostei da tua proposta e com sentimento de surpresa irei receber um novo coração "pingAmor".

    Aguardarei as tuas instruções.

    Obrigado

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Boa noite!
      O prometido é devido e eu sou uma pessoa de palavra. Já tenho um coração "PingAmor" destinado para ti. Mas... vais ter de fazer uma "caça ao tesouro".
      Vamos voltar à infância e "brincar" um pouco? (Ah! Ah!).
      Em princípio, vou tentar deixá-lo, amanhã, no mesmo local que estava o outro, mas vai ter de estar escondido para que mais ninguém dê com ele.
      Se eu não tiver oportunidade de colocá-lo no mesmo sitio, estará por perto. Terás de me dar tempo para colocar as respetivas fotos, talvez mais para o fim do dia.

      Espero que gostes.

      Boa caça!

      Continuação de boas férias!

      Eliminar
    2. E o coração PingAmor já lá está bem escondidinho... enterrado na areia.
      Não foi possível colocá-lo no mesmo lugar, mas coloquei-o um pouco mais à frente (ou atrás, depende da direção) Está na praia que tem o restaurante SEADECK, por baixo do passadiço.
      Vou colocar as fotos para te orientar e vou fazê-lo o quanto antes para que não sejamos atraiçoados pela chuva.
      Depois, relata-me como foi a aventura!
      Boa caça!

      Eliminar

Quer partilhar o seu coração connosco? Nós agradecemos os seus Pingos de Amor por aí em forma de palavras...