6 de dezembro de 2012

Coração Cores de Natal - Manuel Luís Goucha

Dia 1 de dezembro

Estava "pingada" a estátua do Camões e estava "pingada" a estátua de Fernando Pessoa, a hora da nos despedirmos estava perto até porque, só consegui comparecer ao almoço graças à boa vontade e dedicação da minha mãe e do Carlos (meu padrasto) que tiveram a paciência, e o carinho, de me levarem a Lisboa, uma vez que não havia comboios entre Sintra e Lisboa por motivo de greve. A eles devo um grande OBRIGADO por me serem tão dedicados e colaborarem comigo neste projeto que outros, muito provavelmente, considerariam desadequado e sem jeito.

Como eu dizia, estávamos já mesmo a despedir-nos quando, alguém do nosso grupo nos chamou a atenção para a esplanada: "- Olha que giro! Está ali o Manuel Luís Goucha! Hoje é um dia que vimos e acontece-nos tudo! Já vimos um estilista (Manuel Alves), vimos a Cidadania e agora o Manuel Luís Goucha". Todos nos virámos para a esplanada e, de facto, era ele mesmo, em carne e osso (como se costuma dizer) e não na TV como muitos de nós estão habituados a vê-lo.

Confesso que não gosto de incomodar as figuras públicas, que têm direito a estar sossegados no seu canto como qualquer outra pessoa, mas neste caso era diferente, estávamos a "oferecer" sorrisos em forma de corações, estávamos em missão; e uma missão que dedicamos, sobretudo, a pessoas ou factos, que nos são queridos por uma ou outra razão.

Escolhi um dos meus PingAmor, pedi desculpa por incomodar e pousei-o em cima da mesa do apresentador, dizendo-lhe apenas que se tratava de um projeto e que poderia ver no blogue cujo link estava no papel. Ele olhou para mim um pouco admirado e, logo no mesmo momento, mais 2 PingAmor foram colocados na mesa, estes em origami e creio que eram da Patrícia e da Ana.
"- Então e fico com os 3? - perguntou o Manuel Luís Goucha, com os pequenos corações na mão. Pedi se podia tirar-lhe uma foto com os corações e depois logo me afastei e voltei a pedir desculpa pelo incómodo.

Para a minha timidez, nem sei bem como consegui ser tão ousada, mas confesso que as pernas e as mãos me tremiam.

O Coração Cores de Natal ficou em posse do apresentador que "entra" todas as manhãs na casa de vários portugueses. O que fez com ele não sei e nem sei se terá vindo "espreitar" o nosso blogue. Só tenho de pedir, mais uma vez, desculpa por ter sido intrometida e ter interrompido o descanso merecido, mas apenas o fiz por admiração.







"O coração é uma riqueza que não se vende e não se compra.
O coração é uma riqueza que se dá."
(Gustave Flaubert)

9 comentários:

  1. Hehe, foi mesmo apanhado de surpresa! Mas com certeza ficou feliz com o gesto! As figuras públicas também gostam de mimo...
    Beijinhos
    Ruthia d'O Berço do Mundo

    ResponderEliminar
  2. Parabéns pela coragem, Isabel :0)
    Certamente que estes Pingos marcaram o dia do Manuel Luís Goucha e o seu também.
    Beijinhos
    <3

    ResponderEliminar
  3. Que fixe!
    Ninguém se sentirá incomodado por receber 1 coração, quanto mais 3 :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Haviam de ver a cara dele de espanto quando o rodeámos com os corações na mão :-)

      Eliminar
  4. Isabel, a pessoa que o viu e sugeriu que lá fôssemos fui eu! :D
    Adorei a cara de espanto (ou susto) dele! Ficou mesmo de boca aberta, mas penso que assim que percebeu o que era até ficou contente ;)

    ResponderEliminar

Quer partilhar o seu coração connosco? Nós agradecemos os seus Pingos de Amor por aí em forma de palavras...