15 de janeiro de 2013

Pingo Queluz

Hoje vou falar de um local, por  onde passo todos os dias , quando
 vou as compras ou fazer as minhas caminhadas.

O largo Ponte Pedrinha,que fica no centro da cidade de Queluz, tem uma fonte
mandada fazer pelo rei Dom Carlos 1º  em 1891.
Essa fonte está inserida  numa "ligação directa" na base de um dos pilares do Aqueduto
das Águas Livres , que atravessa uma parte da cidade.

Mais à frente uns 100 metros ,passa o Rio Jamor.
O Rio Jamor ,é um rio português que nasce na serra da Carregueira , no concelho
de Sintra , e vai desaguar no rio Tejo, na Cruz Quebrada.
Este rio , em 1966 sofreu uma cheia que contribuiu para a sua poluição, mas até
2006 o rio veio a ficar menos poluído.
Em Julho de 2006, entretanto , devido às obras da refer na estação Queluz-Belas
o rio ficou novamente poluído matando dezenas de peixes e patos.

Hoje em dia ainda existem muitos patos bravos e faz as delicias de crianças e adultos.

 Paredes meias com o rio , fica o parque urbano Joaquim Agostinho Felicio loureiro
  local muito bonito e bastante  frequentado, por pessoas de todas as faxas etárias.
É um jardim bastante grande , que termina onde começam os Jardins do Palácio de Queluz.

Faltavam 10 minutos para as 15 horas, quando deixei o pingo no placar onde
 explica a escolha do nome do parque.
Como o parque é enorme , o resto mostro numa nova oportunidade de pingar.

A frase que o acompanhava este pingo era :
"O saber a gente aprende com os mestres e os livros.
 A sabedoria, se aprende é com a vida e com os humildes."
 Cora Coralina

13 comentários:

  1. O homem estraga tudo com a poluição... :-(

    Vamos ver a quem calha este Pingo :-)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É verdade Pedro o Homem estraga mesmo tudo.
      Fico sempre curiosa com quem vai encontrar
      os pingos:-)

      Eliminar
  2. Já andei por esses lados e conheço Cruz-Quebrada.
    Tantos patinhos, gosto do grasnar deles :D
    Lembram-me os desenhos animados da minha infância.
    Beijinhos
    <3

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Alexandra
      também gosto muito dos patinhos .
      Eles são bonitos, cheios de cores e é pena algumas
      pessoas apanharem-nos do rio.

      Beijocas:-)

      Eliminar
  3. Que estranho! Tinha feito um comentário aqui, costumo rever depois de o publicar e ele estava cá e agora "desapareceu". Apagaram-no????

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Isabel, não vi nenhum comentário seu, mas também não apaguei nada.
      Acho estranho, será quer foi mesmo publicado?
      Peço desculpa mas não sei então o que aconteceu.

      Beijinhos <3

      Eliminar
    2. Eu não apaguei nada, Isabel! :-) Só apago aqueles que, por engano, as pessoas fazem repetidos (basta clicar duas vezes sem querer), mas tenho o cuidado de deixar sempre um original. Beijocas <3

      Abraçar o Tempo, já viste que tens feedback deste Pingo na nossa página de likes? <3

      Eliminar
    3. Abraçar o Tempo e Pedro, eu sei que não iriam apagar de propósito, claro que não, a minha pergunta foi mais para perguntar se sabiam de alguma coisa, se já alguém se tinha queixado do mesmo.
      Eu tinha escrito que trabalhei um pouco mais acima desses arcos e que havia por aí uma casa com uns famosos pasteis de nata etc. etc etc. Lembram-se de ter lido este comentário?

      Eliminar
    4. Eu também não me lembro Isabel :(
      Já viste na tua caixa de email se tens por lá o registo do teu comentário?
      Beijinhos
      <3

      Eliminar
    5. Não faz mal Alexandra, não tem qualquer problema! :-)

      Eliminar
    6. Isabel , não li esse comentário.
      Essa casa dos pasteis de nata famosos é a Marianita
      um dia destes pingo por lá!
      Que pena o comentário não estar publicado.

      Eliminar
  4. Curioso como nunca tinha ouvido falar deste local nem tinha noção que o rio Jamor nascia em Sintra, passava por aqui e desaguava no Tejo. Obrigada por esta lição de história.

    Adorei a frase! ;)
    Beijinhos! <3

    ResponderEliminar

Quer partilhar o seu coração connosco? Nós agradecemos os seus Pingos de Amor por aí em forma de palavras...