26 de dezembro de 2012

Nada é por acaso

Tinha pensado em pingar no sábado,mas estes dias de festa são sempre uma confusão
e os planos alteraram-se, por isso ontem preparei tudo para hoje pingar.
Eram 9.00 estava eu na porta do Jumbo do Dolce Vita Tejo , fui trocar um filme que
ofereci a minha  sobrinha e aproveitei para pingar por ali.
Estive a ver os livros e este despertou-me a atenção, "Nada é por acaso".
Depois de ler um pouco o resumo , vi que realmente nada é por acaso
e aquele tinha de ser o "meu" primeiro livro a ser pingado.

 Este livro narra a história de Maria Eugénia uma mulher que tem tudo, mas que não pode
 ter um filho, Marina uma lutadora que irá gerar o filho de Maria Eugénia para trazer a  sua família
para junto de si para lhe dar  melhores condições de vida.
Quando começamos a ler pensamos que tudo tem um motivo, pois, desde o principio eles tem uma ligação, mas  emocionamos se   com as suas perdas e desilusões e também com as suas vitórias . E reflectimos que não existe realmente nada que seja ao acaso e também percebemos ,que o amor é o principal sentimento  de todos.
«A vida tem leis perfeitas que condicionam o equilíbrio do Universo. Ela criou o homem com destino à felicidade, mas determinou que essa conquista fosse feita com esforço próprio, para que o homem valorizasse as suas vitórias.»

A autora Zibia Gasparetto nasceu em Campinas há 85 anos, mas vive desde os seis anos de idade em São Paulo.
Aprendeu a ler aos quatro anos e, aos oito, passava horas sentada a escrever histórias. Parou de escrever na adolescência e só viria a retomar a escrita sob a forma de psicografia quando as suas faculdades de  médio  surgiram.
Influenciada por espíritos comunicantes, Zibia Gasparetto é hoje uma autora de referência no mundo da espiritualidade e um fenómeno literário. Com 35 títulos publicados, os seus livros são editados em vários  países, inclusive no Japão.

Este pingo tinha esta frase:
“Para crescer, tem de estar disposto a deixar que o seu presente e futuro sejam totalmente diferentes do seu passado. A sua história não é o seu destino.”
Alan Cohen

Fiquei curiosa com esta história e tudo o que ela envolve e será com certeza
uma das minhas próximas aquisições .

6 comentários:

  1. A história do livro deve ser muito interessante. Um pingo muito bonito.
    Beijinhos :0)
    <3

    ResponderEliminar
  2. Palavras muito bonitas e especiais.
    Pingo lindo...

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  3. Encontrei o teu Pinga Amor :) Uma excelente surpresa calorosa para encontrar no meio de um hipermercado frio e consumista...depois do dia de Natal. Fui trocar um livro ao Jumbo, e andava à procura de algum livro que me inspirasse. Não comprei o livro em questão...mas o "pingo", que foi uma bela surpresa, trouxe comigo. Amanhã faço um post sobre isso lá no meu blogue... bjinhos e muito muito obrigada por trazeres mais poesia ao meu dia :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ainda bem que o encontraste , que ele te traga muito amor e muita
      felicidade para este novo Ano.
      Obrigada pelo teu testemunho, é bom saber que o pingo ficou bem entregue .
      Passarei no teu blog mais tarde.



      Beijinho e Bom Ano.

      Eliminar

Quer partilhar o seu coração connosco? Nós agradecemos os seus Pingos de Amor por aí em forma de palavras...