11 de dezembro de 2012

Coração Catita - Expresso Lisboa / Portimão

Dia 4 de dezembro

E vai mais um!
As mini-férias estavam a chegar ao fim, era tempo de deixar o ninho da mãe e voltar ao meu próprio ninho, onde o meu filhote de 4 patas me aguardava.

Às 15h e 15m o motor do autocarro começou a trabalhar e os braços levantaram-se em acenos. Mesmo sabendo que dia 15 nos voltamos a ver, as despedidas dão sempre nostalgia para quem parte e para quem fica.

Comigo, regressavam 12 dos 23 PingAmor que tinham viajado comigo, mas um deles, o Coração Catita, confessou-me que gostaria não voltar a casa. Perante tal pedido, decidi fazer-lhe a vontade e deixá-lo ali mesmo, no lugar 8 do autocarro/expresso 92, da EVA.

Talvez algum viajante com destino a Lagos o tenha descoberto. Ou talvez tenha sido descoberto pela Raquel, a assistente de bordo e, nesse caso, o pequeno PingAmor voltou a viajar de regresso a Lisboa.

Adeus meu pequeno viajante! Que viajes até encontrar alguém digno do teu amor.


Podemos viajar por todo o mundo em busca do que é belo, mas se já não o trouxermos conosco, nunca o encontraremos.

Ralph Emerson


4 comentários:

  1. Gostei muito Isabel! É sempre bom associarmos emoções nossas aos nossos pingos. Faz deles um pouco mais nossos, mais pessoais, mais cheios de amor e histórias para contar à pessoa que tiver a sorte de os acolher... Gostei muito destas últimas frases:

    "Adeus meu pequeno viajante! Que viajes até encontrar alguém digno do teu amor."

    Um grande beijinho! <3

    ResponderEliminar
  2. Ai Isabel, eu detesto "despedidas", mesmo aquelas que sejam por pouco tempo :(
    O Pingo tem mesmo ar de catita :0)
    Gosto da frase.
    Beijinhos e continuação de muitos e bonitos Pingos
    <3

    ResponderEliminar
  3. Olá Isabel, adorei a frase, adoro Portimão e o pingo é lindo!!

    Beijinhos :)

    ResponderEliminar

Quer partilhar o seu coração connosco? Nós agradecemos os seus Pingos de Amor por aí em forma de palavras...